Rede D’Or entra na Bolsa com visões otimistas por parte da XP

Os analistas da corretora XP iniciaram a cobertura da Rede D’Or com recomendação de compra e preço-alvo de R$ 85. Eles demonstraram otimismo com o crescimento orgânico e inorgânico da empresa, seja por fusões e aquisições e até com a mudança na expectativa de vida dos brasileiros.

Segundo a declaração da XP Investimentos, publicada na última terça-feira (19), apesar de administrar a maior rede independente de hospitais do setor privado do Brasil, a companhia conta com uma participação pequena nas despesas das operadoras de saúde, com cerca de 8% das mesmas.

Rede D’Or entra na Bolsa com visões otimistas por parte da XP
Fonte: (Reprodução / Internet)

O que os analistas da XP esperam da Rede D’Or

A corretora alegou que a Rede D’Or está bem posicionada para capturar oportunidades de crescimento via M&A (Mergers and Acquisitions, traduzindo para o português: fusões e aquisições). Além disso, ela deve se beneficiar em um cenário macro positivo.

Isso porque, a população brasileira está envelhecendo rapidamente, o que, cada vez mais, demandará hospitais e serviços ligados à área da saúde. Nesse sentido, espera-se um crescimento do EBITDA (em 27%), da receita líquida (em 26%) e do lucro líquido (em 39%) entre 2019 e 2022.

Dentre todos os riscos, a corretora citou a ocupação dos leitos, especialmente em curto prazo às ondas da Covid-19, que podem afetar o não-cumprimento das metas de fusões e a capacidade da empresa de repassar aumentos de custos aos pagadores.

BTG recomenda compra para o Rede D’Or

Ainda segundo os analistas da XP Investimentos, em relatório divulgado nesta segunda-feira (18), a Rede D’or possui um dos melhores históricos de resultados dentre os vários hospitais cobertos pelo banco de investimentos na América Latina (BTG Pactual).

Destaca-se que, dentre os principais gatilhos de crescimento da rede, encontram-se: 

  • A consolidação da empresa como líder de mercado;
  • O avanço do setor como um todo;
  • A lucratividade do grupo, que chega ao dobro da média da indústria.

Previsões da Rede D’Or

A previsão é que a empresa continue com o plano inorgânico de crescimento, levando em conta especialmente a criação de valor para os ativos. Segundo o mesmo relatório, a rede deve dobrar o número de hospitais sob a administração da empresa nos próximos cinco anos.

Para os investidores da rede que estão procurando por catalisadores (além das fusões e dos resultados da companhia), o relatório supõe que as ações da Rede D’or devem, em breve, passar a integrar os índices do Ibovespa, possivelmente no rebalanceamento do mês de maio.

Rede D’Or nos dias de hoje

A rede D’Or entrou na Bolsa de Valores há pouco tempo, mas as visões para as suas ações são positivas. Confira, a exemplo, algumas vantagens e desvantagens elaboradas a partir das fontes Eleven Financial e Levante Investimentos.  

VantagensDesvantagens
Mercado fragmentadoValor elevado da ação e múltiplos
Poder de marcaInflação médica superior à inflação medida pelo IPCA
Envelhecimento acelerado da população brasileira até 2050Modelo de negócios premium na contramão do mercado que prefere o verticalizado
Histórico positivo de aquisiçõesAumento do desemprego e deterioração da capacidade de pagamento das famílias
Qualidade dos serviçosPerda de contratos com as seguradoras e descredenciamento de hospitais da rede

A Rede D’Or São Luiz SA (RDOR3) está próxima de completar uma semana com saldo positivo. Segundo os dados atualizados instantaneamente do site Investing, a empresa possui um capitalização de 134,8 bilhões de reais e suas ações estão com a variação diária de 67,7 a 69.