O criador da vacina Pfizer diz que a vida pode voltar ao ‘normal’ no próximo inverno

ANÚNCIO

Um dos cientistas por trás da promissora vacina candidata COVID-19 da Pfizer-BioNTech diz que a cura potencial pode fazer com que o mundo volte ao “normal” no próximo inverno.

O criador da vacina Pfizer diz que a vida pode voltar ao 'normal' no próximo inverno
Foto: (reprodução/internet)

Declarações do CEO da Pfizer

Ugur Sahin, disse no domingo que se as altas taxas de vacinação forem alcançadas até o final do ano que vem, o curso da pandemia pode ser alterado, informou a BBC.

ANÚNCIO

“Estou confiante de que isso vai acontecer, porque várias empresas de vacinas foram solicitadas a aumentar o fornecimento e para que pudéssemos ter um inverno normal no próximo ano”, disse Sahin.

Leia também: Barack Obama descarta cargo de gabinete na administração Biden

Sahin disse que a meta era distribuir centenas de milhões de doses em todo o mundo até a primavera, o que poderia “já começar a ter um impacto” na prevenção de doenças com o vírus.

ANÚNCIO

“O maior impacto [não] acontecerá até o verão. O verão vai nos ajudar de qualquer maneira porque a taxa de infecção vai cair”, disse ele.

“O que é absolutamente essencial é que tenhamos uma alta taxa de vacinação até antes do outono [ou] inverno do próximo ano.”

Ele disse que era “extremamente aliviante” receber a notícia recente de que os resultados preliminares indicavam que a vacina é mais de 90 por cento eficaz.

Veja também: Fauci diz que máscaras ainda serão necessárias mesmo com a vacina

“Agora sabemos que nossa vacina funciona, e provavelmente outras vacinas também funcionarão”, disse Sahin.

“Portanto, esta é realmente uma mensagem que não apenas muda a forma como desenvolvemos vacinas, mas também aumenta a probabilidade de conseguirmos controlar a pandemia.”

Traduzido e adaptado por equipe Folha BR
Fonte: New York Post

ANÚNCIO