Muitos pacientes com COVID-19 posteriormente desenvolvem doença mental

ANÚNCIO
Muitos pacientes com COVID-19 posteriormente desenvolvem doença mental
Foto: (reprodução/internet)

Vinte por cento dos pacientes com coronavírus desenvolvem posteriormente uma nova doença mental, de acordo com um estudo

Os transtornos mais comuns experimentados por sobreviventes do COVID-19 em 90 dias após o diagnóstico são ansiedade, depressão e insônia, de acordo com o estudo publicado na revista The Lancet Psychiatry.

Leia também: Moscou fecha restaurantes e clubes durante a noite por dois meses

ANÚNCIO

“As pessoas temem que os sobreviventes do COVID-19 corram um risco maior de problemas de saúde mental, e nossas descobertas … mostram que isso é provável”, disse Paul Harrison, professor de psiquiatria da Universidade de Oxford, na Grã-Bretanha.

O estudo analisou os registros eletrônicos de saúde de mais de 62.000 pacientes com coronavírus nos Estados Unidos.

O grupo de estudo teve duas vezes mais probabilidade de sofrer de uma nova doença mental do que outros grupos de pacientes durante o mesmo período, disseram os pesquisadores.

ANÚNCIO

Veja também: Funcionários de contagem de votos da Filadélfia recebendo ameaças de morte

“Isso provavelmente se deve a uma combinação de estressores psicológicos associados a esta pandemia em particular e aos efeitos físicos da doença”, disse Michael Bloomfield, psiquiatra consultor da University College London que não esteve diretamente envolvido no estudo.

Traduzido e adaptado por equipe Folha BR
Fonte: New York Post

ANÚNCIO