Homem perde a audição em um ouvido após contrair COVID-19

ANÚNCIO

Um homem britânico de 45 anos perdeu a audição em um ouvido depois de pegar o coronavírus – o que levou os especialistas a alertar que o vírus mortal pode causar perca da audiçaõ permanente em alguns pacientes, de acordo com relatórios.

homem que perdeu audição colocando aparelho auditivo
Foto: Reprodução/internet

O homem – cujo único subjacente condição médica era asma – foi encaminhado para um otorrinolaringologista quando experimentou a perda auditiva após o tratamento para COVID-19 em um hospital.

ANÚNCIO

Sua condição piorou após passar cerca de um mês em um respirador, mas melhorou quando tratado com remdesivir, esteróides e transfusão de sangue, de acordo com a mídia.

Mas o homem logo desenvolveu zumbido no ouvido esquerdo e perdeu a audição.

Os especialistas não encontraram bloqueios ou inflamação em seus canais auditivos. Testes para artrite reumatóide, HIV e gripe também deram negativos.

ANÚNCIO

Apesar da considerável literatura sobre COVID-19 e os vários sintomas associados ao vírus, há uma falta de discussão sobre a relação entre COVID-19 e audição”, escreveram os autores de um relatório no BMJ, um jornal médico revisado por pares anteriormente denominado British Medical Journal.

Perda auditiva e zumbido são sintomas observados em pacientes com COVID-19 e vírus influenza, mas não foram destacados”, escreveram eles, acrescentando que o vírus foi previamente detectado em células que revestem o ouvido.

Este é o primeiro caso relatado de perda auditiva neurossensorial após infecção por COVID-19 no Reino Unido”, escreveram eles.

Leia também: Eli Lilly suspende o teste de anticorpos do COVID-19 por ‘preocupação com a segurança’

Dada a presença generalizada do vírus na população e a morbidade significativa da perda auditiva, é importante investigar isso mais a fundo”, acrescentaram os autores.

Isso é especialmente verdadeiro devido à necessidade de identificar e tratar prontamente a perda auditiva e a atual dificuldade de acesso aos serviços médicos.

A pesquisa foi realizada na University College London e no Royal National Throat Nose and Ear Hospital, em Londres.

O caso surge depois que especialistas da Universidade de Manchester disseram que pacientes que se recuperaram do coronavírus relataram uma deterioração em sua audição, bem como outras condições, como zumbido.

Traduzido e adaptado por equipe Folha BR
Fonte: New York Post

ANÚNCIO