Futuras fragatas da Marinha Espanhola serão equipadas com SPY-7 marítimo

ANÚNCIO

A Lockheed Martin Corp, fornecedora de armas nº 1 do Pentágono, anunciou que as futuras fragatas F-110 da Espanha serão equipadas com radar marítimo SPY-7.

Futuras fragatas da Marinha Espanhola serão equipadas com SPY-7 marítimo
Foto: (reprodução/internet)

A classe F110, também conhecida como classe Bonifaz, é uma classe multiuso anti-submarino de fragatas pesadas equipadas com o sistema de combate Aegis em desenvolvimento para a Marinha Espanhola. O projeto está sendo co-desenvolvido pelo Ministério da Defesa espanhol e a estatal Navantia.

ANÚNCIO

Contrato do radar SPY-7

Veja também: Mercado negro para testes COVID-19 negativos surge em todo o mundo

No início de dezembro de 2019, a Lockheed Martin assinou um contrato com a Navantia para equipar cinco novas fragatas multimissão F-110 e seu local de teste baseado em terra – com a primeira instalação naval da Lockheed Martin de seu radar SPY-7 de estado sólido banda S.

Conforme observado pela empresa, o SPY-7 é o radar marítimo mais avançado do mundo, capaz de detectar até as ameaças mais emergentes – garantindo segurança naval para seus clientes e parceiros.

ANÚNCIO

O SPY-7 usa nitreto de gálio (GaN) como seu bloco de construção de material, o que permite melhor resfriamento do radar – levando a um desempenho aumentado e sustentado. 

Fique por dentro: O nome sugerido por Biden em linguagem de sinais lembra o de gangue

Em vez de uma varredura de matriz em uma área, o radar é composto por milhares de mini scanners, permitindo a cobertura de estado sólido da área de vigilância. 

Essa estrutura baseada em subarray torna o radar facilmente atualizável conforme as ameaças evoluem.

Seguindo a designação do governo dos EUA de sua variante como SPY-7 (V) 1, o governo dos EUA declarou o radar SPY-7 da Espanha como SPY-7 (V) 2.

Leia também: Hospital italiano lotado por COVID-19, oferece oxigênio para pessoas em carros

“Esta designação é um reflexo direto da maturidade e capacidade da tecnologia de radar digital de estado sólido da Lockheed Martin” – Paul Lemmo, vice-presidente e gerente geral da Lockheed Martin.

O radar naval espanhol de classe mundial SPY-7 irá para o mar em 2026 a bordo da primeira fragata F110 para defender os combatentes espanhóis das mais recentes ameaças de guerra antiaérea.

Traduzido e adaptado por equipe Folha BR
Fonte: New York Post

 

ANÚNCIO