EUA bate recorde com mais de 77.000 casos COVID em um dia

ANÚNCIO
Teste de coronavirus covid 19
Foto: (reprodução/internet)

Mais de 77.000 novos casos de COVID-19 foram registrados nos Estados Unidos apenas na quinta-feira – estabelecendo um novo recorde para infecções diárias, mostram as estatísticas.

Novo recorde de casos em 24 horas

Os números de quinta-feira – 77.640 novos casos – eclipsaram o recorde anterior estabelecido em 29 de julho, quando 75.723 novos casos foram relatados.

ANÚNCIO

Um total de 921 mortes relacionadas ao coronavírus também foram relatadas na quinta-feira.

Mais de 8,4 milhões de casos de coronavírus foram confirmados nos Estados Unidos, que registrou mais de 223.000 mortes, mostram dados da Universidade Johns Hopkins.

Setenta e cinco por cento dos EUA estão vendo um aumento nas infecções por coronavírus, enquanto o país está prestes a atingir uma “fase crítica” da pandemia, disse Jay Butler, vice-diretor do Centro de Controle e Prevenção de Doenças para doenças infecciosas, na quarta-feira.

ANÚNCIO

Infelizmente, estamos vendo uma tendência angustiante aqui nos Estados Unidos”, disse Butler em uma coletiva de imprensa.

Butler disse que as temperaturas mais baixas podem estar contribuindo para o aumento dos casos.

Leia também: O presidente da China, Xi, ataca os EUA em comemoração à Guerra da Coréia

Também estamos vendo os casos aumentarem realmente em todas as partes do país, particularmente no meio-oeste, provavelmente em parte porque as pessoas estão se mudando para dentro de casa com a chegada de temperaturas mais amenas”, disse ele.

Paciente recebendo teste de corona covid
Foto: (reprodução/internet)

Outro fator é que reuniões menores e mais íntimas de família, amigos e vizinhos também podem estar causando infecção, especialmente porque essas reuniões mudam para dentro de casa e a adesão a coberturas de rosto e distanciamento social pode não ser ideal.”

E estados como Illinois, Indiana, Michigan, Minnesota, Nebraska e Wisconsin viram um aumento no coronavírus.

Traduzido e adaptado por equipe Folha BR
Fonte: New York Post

ANÚNCIO