Bolsa de valores para iniciantes: O Guia

ANÚNCIO

Você já pensou em aprender – e investir – um pouco mais sobre bolsa de valores para iniciantes? Essa é uma dúvida comum em muitos brasileiros. Contudo cada vez mais pessoas estão se dando conta da importância de possuir uma reserva financeira e investir em opções mais rentáveis do que a poupança.

Mesmo para quem não sabe nada sobre a bolsa de valores, separamos alguns dos típicos básicos que você precisa saber. Desta forma você poderá começar a entender sobre a bolsa de valores para iniciantes e estudar mais sobre investimentos. Quem sabe assim, você não consegue melhorar de vida.

ANÚNCIO
Bolsa de Valores para Iniciantes
Quando você compra uma ação, você compra uma parte da empresa e se torna sócio dela.

O que são ações: bolsa de valores para iniciantes

Uma ação é como um pequeno pedaço do capital de uma empresa. Ou seja, quando você compra uma ação, você compra parte de uma empresa. Assim, se você compra uma ação de uma empresa X, automaticamente você se torna sócio dela. Aí começa a participar da divisão dos lucros, de acordo com a quantidade de ações que ela possui. Entretanto não são todas as empresas que possuem capital aberto, ou seja, ações que podem ser negociadas na bolsa de valores.

O que é a Bolsa de Valores?

Agora que você já sabe o que são ações, em nosso guia bolsa de valores para iniciantes você também precisa saber o que é a bolsa de valores. Esse é o lugar onde acontece as negociações das ações são negociadas. Assim, é neste lugar que os investidores podem vender e comprar ações e outras opções de produtos financeiros. Além disso, cada país possui sua própria bolsa de valores.

Como começar a investir em ações?

Para quem deseja saber mais sobre bolsa de valores para iniciantes, precisa aprender a como investir em ações. Assim, o primeiro passo para você se tornar um investidor da bolsa é mudar a relação que você tem com o dinheiro. Pois, para começar a investir em ações, será preciso desenvolver o hábito de poupar para aplicar em seus investimentos.

ANÚNCIO

Assim, o próximo passo agora é definir seus objetivos, já que, quando se investe em ações, é preciso pensar no futuro. Entretanto, para investir em ações é preciso ter um intermediário com a Bolsa de Valores. Que, neste caso, são as corretoras. Através das corretoras, também, você terá acesso ao Home Broker. Ou seja, uma plataforma online de negociações da bolsa de valores.

Com o Home Broker, toda a compra e venda de ações será feita obrigatoriamente de forma online. Também é através do Home Broker que você poderá negociar ações sozinho, solicitando uma ordem de compra e venda para sua corretora que será repassada diretamente para a Bolsa de Valores.

Investir em ações é algo arriscado?

A maior dúvida de quem está aprendendo sobre a bolsa, é se investir em ações é algo extremamente arriscado. Mas isso é apenas um mito, porém é preciso estudo e pesquisa para investir apenas em empresas com potencial de mercado. Assim você aumenta as chances de ganhar dinheiro com as ações.

A longo prazo o preço de uma determinada ação sempre acompanha lucro. Portanto, se você buscar investir em empresas sólidas, com perspectiva de mercado, visando o futuro e diversificando sua carteira de investimento, o risco é praticamente zero. Por isso, antes de começar a investir em uma determinada empresa, pesquise muito bem sobre ela.

É preciso muito dinheiro para investir na bolsa de valores?

Esse é outro mito de quem está aprendendo sobre a bolsa de valores para iniciantes tem. Já quem é possível investir com pouco dinheiro e não existe um valor mínimo para começar. Entretanto, isso varia de pessoa para pessoa, uma vez que, no mercado financeiro existem muitas alternativas para quem deseja começar. Sobretudo, mesmo para quem não tem muito dinheiro, ou seja, classes médias-baixas, é possível começar com pouco.

Custos para investir em ações

Basicamente existem dois custos para investir em ações:

  1. Corretagem: É uma taxa cobrada sobre cada operação realizada, ou seja, toda vez que você vende ou compra uma ação a corretora cobra essa taxa;
  2. Taxa de custódia: É o valor que a corretora cobra para “cuidar” e “guardar” suas ações.

Entretanto, algumas corretoras podem ser isentas desses valores. Por isso, antes de escolher uma corretora, procure saber sobre suas taxas. Ainda, em algumas ações também a cobrança de imposto de renda, mas, neste caso, você só paga se vender a ação. Por isso, que a maioria dos investidores compram ações para a vida toda. Assim, agora que você já sabe o básico sobre a bolsa de valores para iniciantes, dê o seu primeiro passo para se tornar um investidor da bolsa.

ANÚNCIO