Bancos passarão a oferecer crediário no cartão de crédito

O objetivo do crediário é substituir o parcelamento sem juros, que é uma prática de muitos lojistas.   

ANÚNCIO

Este ano, alguns bancos adotaram um novo método de parcelamento no cartão de crédito, cujo objetivo é substituir o crediário sem juros, a compras feitas a longo prazo. Compras feitas no débito e à vista não mudarão, mas o novo crediário, que terá juros, será oferecido como alternativa as compras parceladas.

cartão de crédito
Foto: (reprodução/internet)

Serão disponibilizados, ao consumidor, três opções de parcelamento, que ele poderá escolher quando estiver efetuando a compra. Também será possível simular as taxas do crédito por meio de equipamentos da própria loja. 

No método anterior, as prestações do crediário variavam entre 2 à 12 vezes sem juros, dependendo da instituição. Hoje, os lojistas possuem um prazo de 30 dias para receber o pagamento das compras em geral. 

Os lojistas passarão a receber os recursos antecipadamente, em até 5 dias úteis. Todo o risco ficará com o emissor do cartão. 

De acordo com o presidente da Associação Brasileira das Empresas de Cartão de Crédito e Serviços (Abecs), Fernando Cachon, um dos objetivos é de que o consumidor consiga negociar descontos com o varejista, levando em consideração que ele receberá o valor total da compra antecipadamente. 

Condições e bancos 

De acordo com a Abecs, os juros e limites dos cartões serão definidos pelas instituições financeiras, segundo o perfil de cada consumidor. Alguns bancos já aderiram ao novo método, entre eles: Bradesco, Itaú, Santander e Votorantim. A Nubank não irá participar. Cielo, Rede e Gerber são as três credenciadoras que implementaram o novo modelo. 

  • Itaú: As parcelas poderão chegar até 24x, mas não definiu a taxa de juros e, também, dependerá da habilitação das máquinas.
  • Bradesco: Os clientes já podem utilizar as novas linhas e as taxas variam entre 0,99% até 3,99%, de acordo com o perfil de cada cliente. O prazo também irá até 24x e o valor mínimo estipulado foi de R$ 20 no crediário e R$ 10 no valor da parcela.
  • Santander:  Taxa inicial de 1,99% e prazo de até 36 meses.  
  • Banco do Brasil: Prazo de 24 meses e as taxas ainda não foram definidas. 
  • Votorantim: Prazo de duas à 24x, com valor mínimo de R$ 10 por parcela, isto para clientes dos cartões BV. 

Para a Associação Comercial de São Paulo (ACSP), este serviço é mais uma alternativa para os empresários. Como a modalidade ainda está em fase de testes, cabe aos lojistas verificarem se é vantajoso, de acordo com as necessidades específicas de cada loja e dentro das opções de crédito oferecidas. 

O objetivo geral, é aumentar as operações de cartão de crédito, mesmo num mercado bastante concentrado. 

O novo crediário exige mais atenção do consumidor, pois prazos mais longos podem elevar consideravelmente o custo da compra, levando o consumidor a criar uma ilusão. Vendo que a parcela está com valor baixo, a cultura dos parcelamentos, se não for bem administrada, pode causar endividamentos. Por isso, é necessária a educação financeira.